domingo, 22 de fevereiro de 2009

Elevo os meus olhos

"Elevo so meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra". Salmo 121:1-2

Crise! O mudo está em crise. É uma das palavras que hoje em dia mais se ouve: "CRISE". Todo o mundo a enfrenta e todos vivem com um certo receio dela.

Como sair da crise? Como enfrentar a crise? São questões sérias e preocupantes que movimentam os vários governos.

Embora os cristãos saibam que não pertencem a este mundo, o facto é que passamos pelas mesmas lutas e dificuldades, pelos efeitos da crise como os demais cidadãos.
Não querendo minimizar o problema da crise, há entretanto algo que como cristãos jamais podemos deixar de pensar e crer, independentemente das circunstâncias.

O socorro vem do SENHOR - Uma das doutrinas que nos são muito queridas e amadas (a nós Reformados) é a que nos fala da Soberania de Deus. Este atributo divino diz-nos que Deus é Senhor sobre todas as coisas. Mas também este Deus Soberano está no controle de tudo e tem conhecimento de tudo. A crise que o mundo atravessa e afecta a cada um, a tribulação que nos bate à porta, o sofrimento que passamos - nada é desconhecido para o nosso Deus. Um deus que não sabe tudo, não tem controle de nada, pode e é apanhado desprevenido com determinadas situações, não é o Deus da Bíblia, não é o Deus em que eu acredito. O Deus da Bíblia é verdadeiramente Soberano e sabe tudo, até os cabelos da nossa cabeça estão contados.
o que acontece ao homem incrédulo quando passa pelas dificuldades, pelas crises? A quem pede socorro? Infelizmente recorre às piores pseudo-soluções. Quando enfrenta a dor, seja ela física ou emocional, o que faz? Muitas vezes entra em desespero total. Não tem forças para enfrentar a realidade e desespera para encontrar alívio para a alma.

Ao lermos as palavras do Salmo 121, encontramos uma atitude de dependência e descanso em Deus, independentemenete das circunstâncias. Dá para entender que o salmista estava em dificuldade, algo de grave se passava na vida dele. Provavelmente ele estava ali a fazer uma análise ao seu problema, à crise do momento e talvez estivesse a pensar em algumas alternativas quando ele diz: "de onde me virá o socorro?" Quando tudo parecia não ter solução, quando a angústia parecia tomar conta do seu coração, ele diz confiada e convctamente: "O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra". A confiança do salmista estava em Deus! E não era um deus qualquer, não era um deus feito pelas mãos dos homens, mas era o Deus que tinha feito o céu e a terra. Era o Deus Criador!
Todo este Salmo 121 está repleto de certezas que nos dão segurança. Deus está connosco; é Ele que guarda a nossa entrada e a nossa saída. Deus cuida de nós de forma ininterrupta - "não tosquenejará... não dormirá o guarda de Israel"
Foi Deus que nos enviou o Seu Unigénito Filho para ser o nosso Salvador e Senhor. Tal como o salmista, também os salvos podem agora dizer: o meu socorro veio do Senhor.
Ainda que os problemas nos atinjam, ainda que tenhamos que enfrentar a dor, o sofrimento, os efeitos da crise mundial que possamos dizer como o salmista: "O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra".
"Porquanto, ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos corrais não haja vacas, todavia, eu me alegrarei no SENHOR, exultarei no Deus da minha salvação". Habacuque 3:17-17
Quando tudo parece falhar, saibamos que Deus é o nosso socorro.

Soli Deo Glória!!

6 comentários:

Nuno Pinheiro disse...

Amado Pastor,

Já tinha saudades de ler neste blog seus textos.

Deus o continue a abençoar.

Anónimo disse...

Rev Luzia,

Que refrigério sabermos que, mesmo em meio às crises, temos um Deus que a tudo controla e domina. A minha família foi ricamente abençoada com essa mensagem.
Gerson.

Lolo disse...

Passando pelas diversas crises que podem assolar a um ser humano, lembrei-me deste salmo... "o meu socorro vem de Deus..." E é complicado conciliar a Palavra lida com vida a ser vivida, principalmente, qndo o tema é CRISE, seja esta em qual área for, é quando parece que toda teoria perde o sentido e só a prática pode fazer disso uma constante realidade de vida com Deus.

Falar é fácil, difícil é viver o Evangelho; por isso acho que Deus tem me deixado em crise, rsrsr...

Graça e paz.

Pastor Manuel Luzia (Ministro Presbiteriano) disse...

Lolo,

De facto há uma grande diferença entre falar e viver o Evangelho, porém o Senhor que nos escolheu para sermos Seu povo, nos ´d da Sua graça e nos ajuda a viver o Evangelho. Crises... pois, sempre as "velhas" crises que parece virem só para atrapalhar, mas há que olhar para aquilo que a Palavra do Senhor nos ensina - Romanos 5:3-5
Que Deus a abençoe.

Rev. Manuel Luzia

fernando sobreira abreu disse...

Maravilhosa mensagem!
Eu estou em crise espiritual, estou ferrado, completamente sem mais esperança de vida eterna, eu já fui pregador do evangelho, e tive um momento de queda na minha caminhada. Queda esta que me levou a disciplina. Porém ao reconciliar, com um pouco de tempo mais a frente não tive mais forças para continuar. Hoje estou vivendo aprisionado ao pecado. Não sei mais o que fazer, preciso chegar a um ato de confissão, mais sei que vou prejudicar alguém na minha família, e também não sei como fazer porque conheço todos da igreja e sei como vai ser a forma que vou ser tratado. São situações que não dá de explicar aqui detalhadamente. Só peço o pastor que ore por mim ao menos. Preciso de socorro espiritual. Será se Deus ainda tem prazer em mim? Será se Ele ainda vai lutar por mim para mim resgatar? Será se Deus não já me despachou do seu reino? Será? Eu vivo com tantas interrogação? A pessoa da minha família que falei Pastor, é minha esposa

Manuel L. disse...

Fernando Abreu, será que me pode enviar o seu email? O meu é mluzia@netcabo.pt

Deus o abençoe